A evolução dos óvulos em sementes de plantas

óvulos em sementes de plantas

A forma final de uma semente de planta é determinada pela forma do óvulo. Existem quatro formas básicas de óvulos: anatoposo, ortotroposo, campylotroposo e anfitroposo.

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

Os óvulos ortotrópicos são retos, enquanto os óvulos de Campylotropous são parcialmente invertidos e giram 90 graus no caule. Os óvulos anfitrosos são parcialmente invertidos e invertidos a 90 graus no caule, dando -lhes uma forma de ovo.

Endosperma

Nas sementes de plantas, o embrião se desenvolve dentro do endosperma, um tecido que controla o crescimento e a germinação de sementes. O genoma da Mãe Plants também regula o desenvolvimento do revestimento de sementes e embriões.

Além disso, os programas genéticos de ambos os pais devem se comunicar para produzir um resultado ideal. O endosperma controla o crescimento das sementes e transfere nutrientes da planta mãe para o embrião. Esta pesquisa destaca a importância do endosperma no desenvolvimento de plantas.

Óvulos

Os óvulos de sementes de plantas são estruturas altamente características que servem como sucessores do desenvolvimento das plantas de sementes. Essas estruturas altamente distintas abrangem vários tecidos e requerem uma complexa cascata de genes para a geração adequada de proliferação celular localizada e morte celular programada.

Essas estruturas são os locais de muitas diferenças morfológicas herdáveis entre as plantas de sementes e representam novas inovações. Estudos recentes ajudaram a aumentar nossa compreensão do desenvolvimento dos óvulos e transições evolutivas.

Semente adormecida

O conceito de dormência é uma característica fundamental da vida vegetal. É uma restrição inata à germinação de sementes, permitindo que as plantas dispersassem seus filhos em um período amplo e se protegem contra ambientes imprevisíveis.

Por outro lado, as plantas que não têm dormência de sementes podem começar a crescer quando as condições são favoráveis, maximizando a estação de crescimento e minimizando o risco da predação. Existem várias teorias para a evolução da dormência das sementes.

Dispersão de sementes

Você deve ter ouvido que o vento dispersa as sementes. Você pode ver isso em ação ao plantar sementes de dente de leão. O vento dispersa as sementes por várias razões, incluindo ajudar as plantas a se reproduzir.

Também é necessário para a sobrevivência de espécies vegetais, pois uma relação muito próxima entre pais e filhos pode limitar a capacidade das plantas de competir por água, luz e nutrientes. É por isso que a dispersão de sementes é tão importante.

Óvulos que se prendem aos animais

Os óvulos são estruturas de ramificação modificadas localizadas na parte superior do ovário que são a fonte de sementes de plantas.

Os óvulos das gimnospermas são carregados na escala ovulífera. As samambaias de sementes anteriores carregavam óvulos na superfície da folha. A cúpula é um galho modificado que circunda o óvulo.

Custo de plantas iniciais de sementes

Um dos aspectos mais gratificantes da partida de plantas de sementes é a satisfação de cultivar seus próprios vegetais ou flores.

Você descobrirá que iniciar um carvalho vermelho ou branco com a semente é particularmente gratificante porque as bolotas germinam quase imediatamente após cair no outono. Os carvalhos vermelhos, por outro lado, precisam de tempo para desenvolver suas sementes antes de brotar.

Portanto, proteja -os quando eles cairem no início do outono. Em seguida, planeje plantá -los na primavera.

Recommended For You

About the Author: jonathan

Diretor de Marketing na empresa Jmsl Marketing, Mora em Nova Iguaçu, Casado, Entrou em Setembro de 2011 para o mundo literário. Formado em letras na UCB no RJ em 2016.