Amor por pão pecorino, murta e carasau

Anúncio

Entre os mais ilustres admiradores do pecorino da Sardenha e mais genericamente da gastronomia e produtos vitivinícolas típicos da ilhéu, não há outro senão George Clooney. O famoso ator de Hollywood deixou-se encantar pelas comidas características da Região e, entre estas, é a famosa que o cativa queijo produzido lá. A ponto de deliberar trazer uma quantia mais do que justa para os EUA anos detrás: 60 pimentõesimaginamos terminado em um piscar de olhos.

George Clooney e seu paixão pelos produtos da Sardenha

O vínculo entre George Clooney e a Itália está consolidado há qualquer tempo. Sua vila no Lago Porquê é famosa, muitas declarações de paixão por nosso país. Um carinho certamente consolidado pelas belezas naturais e artísticas espalhadas pela Bota, mas nossa tão apreciada gastronomia certamente não tem papel menor nesse sentido. Outrossim, parece que na Sardenha a estrela de Hollywood também fez amizade com um pastor lugar de onde, precisamente, teve oportunidade de provar muitos produtos característicos da Região.

Imagem

Porquê também relatado por Cook, precisamos voltar para 2018aparentemente, para traçar a origem da paixão de Clooney por pecorino e outros especialidades locais. Na província de Sassari, o ator estava filmando uma série de TV e, quase por contingência, foi conquistado pelo cheiro dos produtos vendidos na rua pelo pastor. O Doug Ross dos falecidos ER Doctors on the Front Line não resistiu, estocando iguarias e permanecendo particularmente enfeitiçado pelo pecorino, dos quais comprou três formas de temperos diferentes. Não é só isso: parece que se não fosse a pandemia, com as consequentes paradas e desacelerações em inúmeros mercados, o próprio Clooney (ex-empresário da tequila) teria se jogado no negócios de pecorino da Sardenha.

Anúncio
Imagem

Uma crítica dos produtos da Sardenha que vai além do pecorino. Conforme descrito pelo próprio planeta há qualquer tempo, nas páginas do Oggi há outras especialidades regionais que o apaixonam: “O Sardenha é porquê uma segunda moradia italiana para nós, depois de Laglio. eu senhor o pão carasauEu comeria toneladas disso. E portanto o murta: Conheço há vinte anos, mas bebo todos os dias há meses… Olhe para mim: não me rejuvenesceu?”

Artigo anteriora receita original de omelete japonês recheado com frango e legumes
Próximo artigoReceita de risoto com queijo burrata, alcaparras e tomate cereja
Diretor de Marketing na empresa Jmsl Marketing, Mora em Nova Iguaçu, Casado, Entrou em Setembro de 2011 para o mundo literário. Formado em letras na UCB no RJ em 2016.